sábado, 17 de outubro de 2009

Ah! Temporal

Torço para que chova. Quero correr. Pisar em cada poça d'água com toda força da minha delicadeza. Aproveitarei para chorar sem que ninguém perceba. Sem que ninguém pergunte. A minha desculpa será a chuva. E chorarei por tudo, quase tudo ou nada. Por qualquer coisa atemporal. Como a morte do Ayrton Senna. Ou a infância roubada do Michael Jackson. Chorarei por ontem, por hoje e pelo amanhã. Pelos meus pais, irmãos e futuros filhos. Por cada não que ouviram da vida. Chorarei por todos os tombos que levei desde que aprendi a andar. Por todos os amigos que foram por algum motivo. Chorarei pelos amores que não vieram e pelos o que não vivi por medo. Chorarei pelo troco errado. Pelo pneu furado. Por cada cicatriz do meu corpo. Pelo meu livro não publicado. Chorarei tanto. E o quanto puder. E voltarei seca para casa mesmo com o cabelo molhado. Seca por dentro. Mas, não chove. Não corro. Não choro. Não coro. Não como.
Nada de temporal à vista, apesar do meu mal tempo...

E para amanhã: previsão de sol, nuvens claras e um leve bem estar.

12 comentários:

Luh* disse...

Aih q texto lindo, me identifikei, tem um post meu q falo sobre exatamente isso, sair na chuva correndo e chegar em casa toda molhada e pegar um belo resfriado! rs
beijos

Tatiane Trajano disse...

E que depois da chuva, venha o arco-íris e te preencha de cores.

Beijos

Erica Ferro disse...

Ai, Erica seus textos são pura poesia! :D
Os adoro!

"E voltarei seca para casa mesmo com o cabelo molhado. Seca por dentro."

Texto muito lindo.
Grande beijo.

Claudinha ღ disse...

Um versinho meu pra não perder o costume:
.
"Hoje choveu aqui, mas só em mim, dentro de mim, e mostrava toda tristeza que carrego pelo amor que não tive. Choveu e molhou as lembranças boas que guardei escritas numa folha de papel que estava em minhas mãos. Tudo fantasia, menos as lágrimas... Chorei sem que ninguém conseguisse perceber, por baixo dos óculos escuros diante do mais belo raiar do sol desta manhã. Chorei porque o encontrei de novo e inevitavelmente ele se aproxima do meu corpo, sinto seu cheiro, me beija no rosto e só. Chorei porque pensei que amar fosse mais fácil, chorei por saber que ele sofre de amor assim por outra pessoa e eu nada posso fazer, e chorei porque sofro de amor por ele assim e ninguém nada pode fazer por mim, além dele..."
.
.
.

Mistura de realidade, sonho, verdade e mentira,vontade, exageros e minúcias... Nem sei mais se ainda sei o que é amor. Acho que nunca o conheci por completo como pensei.
.
.
.

Lindo texto Érica e mais uma vez, obrigada pelo carinho e pela oportunidade de ler tudo issso aquii... lindoOoOoOo...
bjs
att: Claudinha

disse...

E que amanhã chegue logo, então...

Giselle Costa disse...

... choro e amor andam juntos, ame muito e relaxe, o sol estará presente no dia seguinte.

bjsss e até o prócimo temporal.

A Magia da Noite disse...

a chuva é um temporal que lava a alma.

Lolla...doida varrida! disse...

chorei pelos dois e tb pelos mamonas.dorei o texto.
bjussss

Mariana disse...

Adorei, lindo o texto.
afinal um temporal não dura pra sempre né ?

Grande beijo.

Felicidade Clandestina. disse...

texto surpreendente eu diria *_*

(encantada)

David Sento-Sé disse...

Não há chuva que lave a alma, não há alma que se possa lavar em lágrimas,não há lágrimas que se deixem esconder.
Haverá sempre sal nas légrimas,
e em toda chuva haverá saudade.

Claudinha ღ disse...

"Foi quase uma postagem o meu comentário, né rsrsrrs"
bjs
att: Claudinha