segunda-feira, 21 de dezembro de 2009

!

Porque você não se declara?
Não se declama?
Não se espalha?
Não se derrama?
Já que a sua voz é tão linda,
e você escreve tão bem...


... e eu adoro versinhos simples e de amor!

12 comentários:

Felicidade Clandestina. disse...

E EU AMO LER ESSES VERSINHOS *-*

Mikaele Tavares disse...

Gostei!
Tantas perguntas em tão poucos versos.
E a dúvida no ar..
Beijos

Mariana Andrade. disse...

é tão simples.
e tão verdadeiro.

lindo, erica.
lindo.

Me Barboza disse...

Simplesmente lindo!...
bjos

Priscy Little disse...

Ain que lindo! Amei *-*

Fernanda disse...

eu também,sabe que se eu pudesse namoraria algum menino que tenha um blog,só pra ele postar algum versinho fofo pra mim.

Anthony Dostoiévski disse...

Como falou Oswald de Andrade...Amor...Dor...
Versinhos são o máximo...
braço

marinaCavalcante disse...

Que lindo!!!

Uma explosão de sentimentos
de forma sutil e delicada.


Adorei...
já pensei até em mandar
pra uma pessoa (risos).

Abraços e espero sua visita!

. disse...

Rsrs!
Tão lindinho!

Erica Ferro disse...

Vibrei, vibrei! *-*

Lindo!

É. Boa pergunta! Por quê?
Beijo.

Gisa disse...

... porque tenho medo de amar ! hehehe (não é assim querida Erica ?)

bjs flor... espero conseguir voltar aqui antes do Natal, mas se não conseguir, te desejo tudo de melhor neste dia, curta bastante a familia.

bjao

Mais um imundo no mundo impuro. disse...

A vida sem poder versar não é vida.
Lindas palavras, pena é que as pessoas com o tempo deixam de escrever seus versos, mania feia de querer endurecer que nem as cidades.