sábado, 20 de março de 2010

Volvi

Voltei para o lar. Doce e quente. Onde a vida tem sabor de sombra e água fresca. É tão bom estar. E nem corri. Nem peguei ônibus. Ou avião. Só fechei os olhos e me deixei levar. Fui parar tão longe, baby. E lá não se fala inglês. O idioma é fraterno. Parecido com o do amor. E as pernas têm vontades próprias. Ela dançam. Elas bailam. A alegria pousa na palma da minha mão. Ela tem forma. Estou feliz, como diz aquela canção. Voltei para casa. Minha casa.
Estou em Andaluzia!

Minha felicidade tem som de castanhola.

(Porque minha alma baila flamenco)

14 comentários:

Minha Vida disse...

Que lindo, adorei o post. Ai, como estar em casa pode ser reconfortante e a melhor coisa do mundo. Aquele cheiro particular, a sua cama que já tem a sua forma, um que perfeito.
Bom Fim de Semana

Erica Ferro disse...

Que bonito, Erica.
Eu ainda ando perdida, tentando encontrar minha casa.

Beijo.

Naty Araújo disse...

Ahh que coisa linda, Erica.
Como disse sua xará rsrsrs.... também ando perdida tentando encontrar minha casa.
Tenha um ótimo fim de semana.
Beijos

Paula Teles disse...

Nossa que lindo mesmo.Nada melhor que a nossa propria casaaa >.<

A.S. disse...

Daqui te mando um "salero" ao ritmo louco e sensual de uma sevilhana... OLÉ!!!


BeijOOO

Tahiana Andrade disse...

Que lindo. Esa forma de matar a saudade é fundamental para nossa felicidade!

Gostei do blog. Passarei aqui mais vezes.

Estou te seguindo.

Nara disse...

Erica,

me leva com você? Tô supre precisando.

=/

Beijo,
Nara

Hana disse...

Que lindo post, assim como seu cantinho, hoje vim te ler eu adoro aqui, ver vc palavrear...beijos
com carinho
Hana

ErikaH Azzevedo disse...

Morar no sonho, fazer do q é magico um lar, assim é sempre bem melhor voltar pra casa.Q seja sempre ritmada essa melodia a te acompanhar.

Bjos

Erikah.

Ps: Coloquei frase tua no post minha flor.

Ágatha Alves disse...

sabe que tbm estou feliz
mais ainda me sinto incompleta
estou buscando esse complemento que ainda n sei o q eh
meio doido...
Beijos

Marie disse...

Nada como o lar.
Minha felicidade tem som de chuva e cheiro de terra molhada.

Luna Sanchez disse...

Ah, que delícia!

Gosto muito de ler as tuas delicadezas, viu, dona moça? ^^

Beijo, beijo.

ℓυηα

Jéssica V. Amâncio disse...

que texto mais leve, gostoso de ler.

Anthony Dostoiévski disse...

Como diz o filme O mágico de OZ..."Não há lugar como o nosso lar..."

bom post
bjim