terça-feira, 23 de março de 2010

Próxima parada: ali

É estranho ficar preso à estação. Com uma paisagem que nunca muda. Talvez, os trens estejam realmente dormindo. Como diz aquele poema de Neruda que você nunca leu. Mas, eu sei de cor. Por quanto tempo estive por aqui, esperando a viagem certa? Que me levasse para onde eu quero ir? E o tempo passou rápido demais. Entardeceu tantas vezes! Muitas pessoas foram, eu sei. Sinto. E só eu fiquei. Por convicção. Inércia. Medo. Ou sabe se lá. Talvez seja eu que cochilei e dormi por todo este tempo. E os trens passaram um a um por mim...

... mas eu não os vi.

(Aceitando carona no momento)

15 comentários:

Erica Ferro disse...

Agora é sério, você escreveu isso pra mim, não foi?

Velho, eu perdi vários trens. E agora aceito carona.
Se arranjar uma, me chama.

:*

Tahiana Andrade disse...

As vezes perdemos os trens mais importantes justamente por estarmos cochilando enquanto eles passam.
O segredo é sempre prestar atenção ao som que segue a trilha.

Beijos

A.S. disse...

Erica...

O trem que te levará ainda não passou! Podes cochilar mais um pouco, pois quando esse trem chegar, acordarás com um suave e doce beijo nos teus lábios...

BeijOOO
AL

Luna Sanchez disse...

Lembrei dessa :

"E o meu coração
Embora
Finja fazer
Mil viagens
Fica batendo
Parado
Naquela estação"

(Doeu, aqui...)

Beijo, beijo.

ℓυηα

Nara disse...

Muitas vezes eu me senti parada. A vida passando e eu... parada.

Beijo,
Nara

Priscila Rôde disse...

Também aceito carona no momento e só Deus sabe até quando. Eu, você e a Erica. Falta 1.. alguém mais?

rsrsrs

Luz' disse...

"Ou talvez não quis ver tive medo"

(Otimo)bjs e mimos

Cari_na disse...

Carona? Tô indo pra um lugar que nunca fui antes... vamos? te faço companhia e vc me faz companhia... levamos mp4, unstrocados e bons livros... De resto a gente se vira...
Beijo

Gisa disse...

rsrsrs que carona o que ? :)

To achando que a senhorita andou cochilando, sua sorte é que o que pe do homem, o bicho não como kkk (tendeu né)

:p

Anthony Dostoiévski disse...

É que a gente não quer dividir o lugar com várias pessoas, mas sim somente com uma, que, supostamente, se interessa em nos levar....

bjim e bom texto

Naty Araújo disse...

Talvez o trem que vc queria não passou.
Estou assim.. como vc...
Esperando um.

Beijos, linda.

Mikaele Tavares disse...

O nosso erro é deixar o tempo passar e não fazer aquilo que queríamos fazer. Digo isso pq tbm sou assim.

Adorei o texto.

Ah, e se achar uma carona me diz...rsrs

Beijos

ErikaH Azzevedo disse...

Mas há sempre novos trens , em outros horários mas as vezes o que precisamos mesmo é mudar de estação.

"Esse é o maior problema dos desejos, eles não aceitam não como resposta. Você só coloca um ponto final nele se for até o fim. Para matar um desejo é preciso viver, nem que depois você morra junto com ele."


Caio F. Abreu

Bjo Kinha.

Erikah

Minha Vida disse...

Acho que muitos perdemos vários trens, porém o importante e seguir em frente, seja andando, de carona ou sei lá como.
Lino texto..

David Sento-Sé disse...

Ferroviariamente.

Fez-se um Piu-Uí !
E naquele horizonte ali
Vem um trem.
Mais um trem.
Um trem a mais.
Que já vem.

Tu poeta não tomas trens.
Tu nunca vais
Nunca vens.
Versas o que tem.
Faz um verso a mais
Que já vem.

Cada poema é uma estação.
Locomotiva na mão
A pena por opção.
Pois sois trilho, não trem.
Conduz quem lê a emoção
Que já vem.

Que já vem, que já vem, que já vem...