quinta-feira, 18 de março de 2010

IN LOCO

Apaixonei-me tantas vezes. O quanto foi possível. Das correspondidas às platônicas. Das sem graça às sem vergonha. Das de mão única às que não me levaram à lugar algum. Apaixonei-me tantas vezes pelas pessoas erradas. Pelas as que estavam longe. E pelas que nunca chegaram a me conhecer realmente, apesar de estarem ao meu lado. Apaixonei-me tantas vezes, eu sei...

... e foi só para escrever.

(Porque nasci poeta, manja?)

E te entendo Morais!!!

18 comentários:

Ágatha Alves disse...

ah eu me apaixonei tantas vezes e até acho que me enganei em epnsar que amava..
mais acontece.
e muitas vezes me apaixonei nos sonhos e pensamentos, e trnascrevi em um papel...
ao contrario de vc flor eu n sou poeta e n levo o minimo jeito, que pena, pq adoro poesia rs

Beijão

ErikaH Azzevedo disse...

A paixão é mesmo o combustivel da escrita ....e parece que ainda mais é assim as paixões mal -resolvidas, incompletas, não muito correspondidas. Caio abreu um dia disse assim, Quando eu encontrar o amor da minha vida eu paro de escrever.

um bjinho a essa menina poetisa q tanto gosto d ler

Erikah

Erica Ferro disse...

Ah, Erica!
Mesmo que o amor não se realize, que se ame mais do que se viva, a poesia fica sempre bonita por sermos poetas!
Lindo, viu?

Olha... não sabia que teu cunhado competia no circuito caixa. Que legal!
Como é o nome dele? Conheço quase todos os nadadores e nadadoras paraolímpicos, rs.

Beijo, nadadora que ama nadar costas, rs.

ErikaH Azzevedo disse...

Amora , vc precisa fazer o cadastro nesse site http://www.mixpod.com/

lá depois verás varios players, vc terá q escolher um, depois muda , cor, imagem de fundo em customisar eles e depoi s add musica, que pode serr colocando o endereço do vídeo do youtube, depois de tudo aparece um código quevc vai colocar como gadget em html javas script.

Tenta lá e vê se consegue tá e qualquer coisa pode me solicitar ajuda.

bjo

Erika

Angel disse...

Cada paixão torna-se uma escrita, ou até várias, isso é fato.

Lindo este texto, Erica. Fez eu me entender um pouco mais, e porque não, aceitar certas paixões... rs

Abraços!

Luna Sanchez disse...

Como fonte de matéria-prima, né, flor? Rs

Sei como é.

Mas paixão é coisa tão boa, que sempre vale a pena. Adoro me apaixonar!

Beijo, e obrigada pelas dicas de como espantar o sono. ;)

ℓυηα

Allyne Araújo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Allyne Araújo disse...

srrsrrs porque o poeta nasce com a dor do mundo nas mãos, mas tem o 'dom' de vê e escrever somente as coisas boas, se bem que, se quiser, as ruins tb... bjos! obrigadas pelas visitas!

Anthony Dostoiévski disse...

eu já me apaixonei tantas vezes que me deu vontade de me apaixonar muito mais...

sauve o senhor Vinícius de Morais...
"Seu eu tivesse muitos vícios, meu nome seria Vinícios e se eles fossem imorais, meu nome seria Vinícius de Morais..."
(Vinícius de Morais)

Amar não é pecado é necessário...

Bjim e bom texto

Me disse...

Paixão?! que vício danado de bom!
bjos Érica!

Ma.chine disse...

Agora me diz
é possivel escrever sem ter se apaixonado?

eu acho que não rsrs

Amei o post...

Beijo

Gisa disse...

Não me apaixonei muitas vezes acredita ?

(Porque nasci poeta, manja?)>>> é muito você essa frase rsrsrrss adoro !

disse...

E não é que é verdade? ''Foi só pra escrever...''
Eu falei disso hoje mesmo com a minha mãe. HAHAHA Adorei, acho que você me inspirou a escrever sobre isso hum...

beijos beijos

Nara disse...

haushuahsuashuasha

é o poeta fingindo que é de verdade a dor que sente!

Beijo,
Nara

Mulher na Polícia disse...

A gente pode se apaixonar como loucos... mas não como tolos. Agora, dificil é distinguir os dois.

Doutora... onde foi que vc aprendeu a escrever assim? Na facú de psi não foi, porque dei umas voltas por lá.

Um beijo, doutora,

Mikaele Tavares disse...

AAA..gostei do texto mesmo sem ter me apaixonado alguma vez.
Adorei!
Beijos

Paula Teles disse...

Nossa que lindo acho que se apaixonar sempre é bom demaais. Lindo texto anjo ;*

Jéssica V. Amâncio disse...

ai adorei.. hahahaa