sábado, 27 de março de 2010

Song of freedom

Um certo Marley cantou pela paz. Em uma canção de redenção. Não mulher, não chore. Seremos livres sim, como queremos ser. Como um leão na montanha. E poderemos ser amadas e amadas. E se nós temos amigos que vão, com certeza teremos amigos que voltam. Que chegam. É só não desistir da luta. Portanto levante- se. E junte se à nós à esta canção. À esta canção de liberdade…

…pois é a única coisa que temos.*

(Ah, a escravidão tem doído em mim por estes dias. Qualquer tipo dela.)

* Dizem por aí que temos o voto também.

18 comentários:

Jéssica Trabuco disse...

As vezes acho que a escravidão não acabou... o que seria ser livre, afinal?

Nara disse...

A música é linda, né?


*suspira*

Beijo,
Nara

Mariana Andrade. disse...

quanto a sua observação.. dói em mim também, e dói muito.
tudo por aqui é muito bem escrito.
beijos.

Erica Ferro disse...

Ninguém é livre por completo, mas nunca se deve desistir de ser, nem que seja QUASE totalmente livre.
A gente se prende demais, demais mesmo...
Podemos voar, e preferimos rastejar.

:S

Solange Maia disse...

a escravidão sempre que pensada dói... mas, como cantava Marley, nesta mesma canção :

Everything's gonna be all right!

adoro vc.
beijos

Luna Sanchez disse...

Ai, ai...essa música me tem! ^^

Beijocas, moça.

ℓυηα

Ágatha Alves disse...

Amo esse certo marley, letras perfeitas.
Sabe que to começando a "viver" agora, e vejo que avida é tão simples mais o cotidiano a faz ser tão cansativa, aprisionada, sem cor, não entendo direito isso, ma..
Escravidão de uma certa forma nunca acabou, sou diminuiu a intensidade, infelizmente.

Beijos

Insights disse...

Concordo com o comentario da Erica Ferro : " Podemos voar, e preferimos rastejar." Acho que o que e4la escreveu disse tudo!

adorei o blog, e estou te seguindo já!

Anthony Dostoiévski disse...

A nossa liberdade sempre acaba quando começa a do outro. Por isso só temos uma canção de liberdade.

bJIM e bom texto

Me disse...

ser livre
conquista difícil essa...
Bjos, Érica!

Sylvia Araujo disse...

Essa música é lindíssima. Mas a liberdade hoje precisa ser cantada por nós, assim que tentamos abrir as asas e não nos permitimos voar. Porque nos podamos, nos limitamos, nos doemos inteiras, ao invés de meter o pé na porta e entrar, donas-inteiras de nós. Difícil, muito difícil. Enquanto não, nos resta a canção.

Beijomeupravocê

Gisa disse...

.. escravidão, dói os ossos quando escuto essa palavra.

Mais um imundo no mundo impuro. disse...

Muito bom! Na verdade demais!


O corpo está supostamente livre, mas a alma não. Isso tbm dói em mim.


Abraços

Rafael Castellar das Neves disse...

Oi Eriquinha!!

Tem um selo para o "Adoro Palavriar" lá no Desce Mais Uma!

beijos...

Mulher na Polícia disse...

Ué...

Até você com essas dores???
Às vezes penso que é exclusividade minha.

Só as mulheres sangram, amiga.

Beijo!

Luna Cortez disse...

Get Up, Stand Up.

Paula Teles disse...

Marleey sempree Marleeey. Adoro *---* Beeijos

ErikaH Azzevedo disse...

Ser mulher é ser escrava do sentir....Ô especime sempre tão cheia das sensibilidades , sempre sempre afloradas.

Um beijo Xará


Erika