quarta-feira, 4 de novembro de 2009

Quase Nelson Rodrigues

Sei bem que as palavras são como corpos que podemos desfrutar, apalpar, comer com os olhos. Ficaremos apenas com elas?
Eu que nunca lhe tive. Você que nunca me viu nua. Mas desejou. As nossas pernas que já se entrelaçaram em sua imaginação em um chão qualquer. Os meus lábios que tanto quiseram beijar os seus em uma despedida. A minha língua que não roça com a de Camões. O meu corpo que roga pelo peso do seu. E pela desobediência de suas mãos (que delas, sabemos somente a doçura). Diga-me, devo esperar-lhe? Às seis e quarenta e cinco de um final de semana qualquer?
Ah! Confessa.Você está morrendo de medo. Diga, garoto! Posso sentir este cheiro, esta insegurança daqui. Fala, enquanto eu bebo champanhe e fumo o meu cigarro de cravo. Sou somente uma mulher- não mordo e nem arranco pedaços.
Apenas desejo...


... E sou um desejo apenas.

15 comentários:

Dri Viaro disse...

Bom dia, tenha uma excelente semana
bjssss

marinaCavalcante disse...

Bonito texto...
cheio de paixão e desejo.

=)

Acho que ele está com medo
sim desta mulher tão independente
e sensual (risos).

Um abraço!!!

Papagaio Mudo disse...

são como quadros,

eu crio replicas de Gaugin, e você? seduz as palavras? depois as come no jantar.
abç


G.

Luna disse...

Geeeeeeente, adoraria ter escrito isso.

(:

Fernanda disse...

Quanta paixão e tantos outros sentimentos em cada virgula e palavra

David Sento-Sé disse...

Poucos são os que coragem teriam.
Poucos os o que o teriam dito.
Raros os que até o pensariam,
ou ousariam.
Me seti raro ao poder ler isso.
Senti na minha própria carne, ingênnuo, tentado, infantil.
Sorri calado e me arrependi de nunca a ter conhecido.
Grato por ter dito isso.

Luna disse...

Erica, vim ler de novo, posso até dizer que é um dos melhores textos seus que li. ele ficou na minha cabeçinha a tarde toda, e vim pedir-lhe autorização pra postar no meu blog, com os devidos créditos e links. com apenas a condição[ainda coloco condições, quanta ousadia!rs]de alterar o champagne e o cigarro de cravo...

Porque honestamente, teu texto caiu como uma luva pra mim. disse tudo de um jeito nelson rodrigues, que eu adoro.

bem, chega de rasgação de seda, se permitir, é só me dizer lá no meu blog.

Um beijo querida.

Angélica Lins disse...

Aqui, tudo tem INTENSIDADE!

Gosto de vir...

Gostaria de lhe oferecer o selo oficial do vórtice(está no início da minha página). Além dele, deixei um outro na postagem para você, passa lá pra buscar os dois.

Abraço!

Erica Ferro disse...

Palavras intensamente belas e apaixonadas, Erica. ;)

Beijo.

Heloísa Vilela disse...

Gosto dessas coisas intensas. Paixão é a melhor fonte de inspiração que se pode ter.
Bjs

Luna disse...

selo pra vc.

Tatiane Trajano disse...

Owww... Cheia de vontade de dizer isso prum certo alguém.

Muito bom hein?!

I.T.E.N.S.O,de fato.

Beijos

Bê Matos disse...

Eu que nunca lhe tive. - Essa frase, tá ecoando na minha cabeça, acredita?

foi lindo. :*

Giselle Costa disse...

Dona Erica a srta é fogo viu !! rs

'...Diga, garoto! Posso sentir este cheiro, esta insegurança daqui. '

Um desejo APENAS ? uma mulher desejando algo é um perigo. hahaha

bjao querida

Felicidade Clandestina. disse...

nossa achei realmente lindo...

sem palavrass O:

paarabéns flor :*