sábado, 7 de novembro de 2009

Objeto A

Ela queria ser outra pessoa. Não por não gostar dela. Não por curiosidade de saber como é a vida do outro. Ela queria ser outra pessoa por outro motivo.
Ela queria ser ela. Aquela. Não por vaidade. Não por estética. A outra era bonita? Ela nem saberia dizer. Ela queria se ela por outra razão.
Para ela e por ela, aquela, criava-se um mundo. Havia história. Havia sentido. E uma vontade de se contar mais. De se ouvir mais.
A saudade era transformada em letra. O vazio em música. A dor, dissecada em verso.
E ela? Ela era apenas ela. Sem palavra. Sem verbo. E sem som.Por isso, ela queria ser ela. Aquela. Mesmo que fosse por um instante, por um momento.


Só para se saber Eva. Se sentir Monalisa. Se olhar Carolina. E ser amada Gabriela.

14 comentários:

David Sento-Sé disse...

..e eu aqui lendo, lendo...



..relendo..


...e querendo ser você.

Fernanda disse...

Ah quantas vezes quis ser outras pessoas...mas hoje agradeço por eu,ser eu mesma.

Luna Cortez disse...

eu nunca mais quis ser outra, desde quando descobrir o quanto gosto de ser eu mesma.

Solange Maia disse...

Erica,

O David Sento-Sé escreveu palavras lindas, que eu também teria escrito....

E há uma Eva, uma Monalisa, uma Carolina e ainda uma Gabriela em cada uma de nós....

Adoro te ler.
Adoro.

beijo

Erica Ferro disse...

E eu queria ser eu, de verdade.

Beijo, Erica.

__
"Eu sempre divido a minha vida como uma prova de 50 metros. Talvez eu até tenha saído mal, virado mal, mas ainda tenho 25 metros pela frente. E bato perna!!!!

Demais a tua comparação, xará. Muito, muito boa. Adorei! Então preciso recuperar a má saída e o desenrolar dos primeiros 25m e ir forte nos últimos 25! Bater perna e ter força nos braços, hehe.

Só uma perguntinha: você também compete?

Beijo.
Bom fim de semana.

Mariana Andrade. disse...

primeiro comentário da página disse o que eu diria.
muuuito bom isso.

beijos ;* voltarei sempre

Cris Tarcia disse...

Ja passou por minha cabeça ser outra pessoa, curioso o seu texto, faz pensar

Um abraço

Vanessa Mello disse...

Dai neah ,eu li tudinho ,,,
E concordei com David ... ;)
Queria sentir a inspiração dessas palavras , belas palavras por sinal.
Abraçoo

edilaine vianna. disse...

olá, adorei o seu blog! e por isso estou te seguindo.
beijos :)

Katrina disse...

Não queria ser exatamente outra pessoa, queria ser digamos, ter um outro eu. HAHAHA. enfim

Tatiane Trajano disse...

Quando eu descobri o quanto é bom ser eu mesma, parei de me imaginar como seria sendo outra.

Luna Cortez disse...

Érika, criei um outro blog, pra postar meus favoritos que leio por aí, entre outros mimos e coisas que gosto.

publiquei aqui seu texto Quase Nelson Rodrigues.

http://touchedlikeavirgin.blogspot.com/

um beijo.

Luana Gabriela disse...

Ser outra? Porque não ser todas elas num só ser como cantou Lenine?

Parabens pelo blog!

Abç.

marinaCavalcante disse...

Você fechou com chave de ouro.

Parabéns por seu blog, querida!
É realmente muito bom.

Abraços mil!