segunda-feira, 4 de janeiro de 2010

Quando domingo é metáfora de dia bom

Adoro brincar de fazer planos. Sonhar acordada. Em decorar os espaços com a minha imaginação. De fazer origamis para fortalecer a fé. Adoro aquilo que os olhos não vêem, mas que o coração sente. Mistérios de nossa vã filosofia. Gosto de tudo que os cientistas não conseguem explicar, mas que os poetas sabem de cor...

... e podem até ensinar!

(Mais do que escrever, eu amo ler. Viva o Bandeira, Quintana, Drummond, Pessoa, Lispector, Vinicíus e Neruda que fazem de meu domingo sempre um dia de sol)

20 comentários:

David Sento-Sé disse...

Querida, 2010 sonhos realizados pra você. Falando na conjunção de temas, escrevia agorinha sobre fazer planos e você, como sempre, recebe em primeira mão:

Planos de dizer sim.

Sim vou esquecer o não. Ao menos tentar não ouvi-los, não senti-los ou mesmo pronunciá-los. Numa última negativa direi não aos nãos. Quero viver um “daqui pra frente” repleto de sims.
— Sim, adoraria jantar com você.
— Sim, mais uma taça seria ótimo.
— Sim, adorei a noite passada.
— Sim, vamos viajar juntos.
— Sim, amei o anel.
— Sim, aceito sim.

Você sabe o que é o encanto? É ouvir um sim como resposta sem ao menos ter perguntado nada.

Sofia Borges disse...

Adoro coisas que olhos não podem ver.. Adoro fazer planos também, o problema é que menos de 1% deles viram realidade.. É

Beijos

marinaCavalcante disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
marinaCavalcante disse...

E viva o "Adoro Palavriar"
sempre nos proporcionando
leituras ótimas!

Idéias simples e não, por isso,
menos valiosas.

As minhas linhas sentem o mesmo
que as tuas.

E que bicho-de-sete-cabeças
é esse que não vemos e sentimos?
Ah, o próprio bicho é quem explica
porque apenas o sentimos.
Pq o mistério, não é mistério
pros poetas... são os sentimentos
que vem de nossas almas -
campo que a ciência não compete explicar. =)

Bjs!

Marie disse...

O poeta é um fingidor.
Mas se não fosse o poeta o que seria das palavras?
Palavras e letras dão vida aos livros e matam o poeta.
Fingo a dor.

Sophia disse...

Amo ler.
Viva os poetas com suas estrofes envolventes.

Fernanda disse...

Eles dão mais colorido a vida né...as vezes só eles conseguem dizer o que tá entalado aqui...

Mariana Andrade. disse...

quando se tem tamanha doçura assim na ponta dos dedos, todo dia pode ser metáfora de dia bom.

e eu vivo me lendo nessas incríveis lendas que você citou.

ótimo post ;)
beijo enorme :*

Anthony Dostoiévski disse...

adoro neruda...ele sempre faz com que o pacífico ser um dos oceanos mais calmos...e que, não só meus domingos, porém, minhas semanas sejam grandes metáforas de dias bons...
bjim e bom texto

Renato Hemesath disse...

Oi Érica. Tudo bem? Espero que tenhas tido um ótimo início de ano (:

Ah, muito obrigado pelo o que escreveu. Me alegro e certamente isso me motiva a seguir adiante, são tantos sonhos e desafios que temos né? "origamis para fortalecer a fé" amei isso.

A confiança de que com sinceridade e estilo teremos um ano melhor e alcançaremos novos espaços.

Um abraço! ótimo 2010 prá ti também!

Erica Ferro disse...

Ah, o que seria da vida sem a poesia? Elas são tão amigas, são tão a mesma coisa.

Beijo, Erica.

Gisa disse...

Oiee que saudades... é isso mesmo florzinha, como é bom sonhar. Cresço amadureço mas não paro de sonhar... uma ótima semana.

bjssss

. disse...

"mas que os poetas sabem de cor..."

Ah, que delícia!

Beijos Erica!

Mais um imundo no mundo impuro. disse...

Eu não sei o que seria de mim sem esses autores ou na verdade sem aqueles que ousam exteriorizar tudo aquilo ou um pedacinho daquilo que eles tem no coração.

Ferdi disse...

Viva gritado e sentido pra todos eles, eles que me ensinaram até a ter graça - segundo umas primas minhas -, eles que me ensinaram a passar no vestibular sem precisar de escola e me ensinaram que só se ensina quem quer ser ensinado.

Anônimo disse...

Quinha desejo que todos os seus dias sejam d como se fossem Domingos repletos de sons, cores,livros e realidades que de tão boas pareçam FANTAsias.

Layra disse...

Com esses feras qualquer dia faz sol *-*
adoro o que a ciência não explica, e as as palavras dão seu show

Natália Corrêa disse...

os poetas sabem de coisas que até Deus duvida!

Hosana Lemos disse...

ador fazer origamis, adoro fazer palnos também...
as vezes fico também imaginando o que eu faria se ganhasse na mega-sena!
aheriaeurhaer

adoro as coisas simples ^^ não muito diferente de você!

beijao

disse...

Eles todos, tirando a Lispector, sempre me acompanham no café de domingo.