terça-feira, 23 de agosto de 2011

Para todo o sempre

Não é nenhum segredo: eu lhe amo. E sinto isto há tanto tempo. Desde sempre, talvez. E você se tornou este meu sorriso, algum cantarolar de manhãzinha e todos, todos os meus devaneios, projetos e alucinações. Eu lhe amo, e todo mundo sabe. E você é muito mais que esta aliança que levo em meu dedo. É meu sol, meu luar e todo o brilho dos meus olhos. Eu lhe amo, sabia? E quando é amor, amor de verdade...


todo o universo diz sim.


(Para todo o sempre)

7 comentários:

Nara disse...

Cê me mata desse jeito!
Lindo lindo!

Saudade de um amor assim.

Javi el rino disse...

Siempre que caigo porque no te tengo a mi lado, vos me das la fuerza que necesito para resurgir de mis cenizas. Perdona por no estar a tu lado ahora. Te amo.

deia.s disse...

Amor, amor, amor...

http://amar-go.blogspot.com/

Jân Bispo disse...

Uau, amar intensamente é algo de tirar o folego, e encontrar palavras tão bem postas numa declaração fervosrosa é um susto bom, daqueles que libera adrenalina no sangue e nos acorda pra vida, nos faz querer amar intensamente também, adorei sua escrita, suas palavras tão significativas, o blog, enfim, foi bom passar por aqui e assim sendo voltarei mais vezes. sucesso.

Renata Bittes disse...

Ah, o amor....

Ana Andreolli disse...

lembrei do escrito da aliança do filme romeu+julieta com o dicaprio hahaha

I love thee

M. disse...

Que assim seja!
(: