sábado, 8 de maio de 2010

Wilson*

Dói perder um amor, mesmo que imaginário.

Perdi um amor por estes dias. Um amor especial, destes que você não encontra ao acaso ou em qualquer esquina. Sou desatenta, sou descuidada, não vi quando ele e os meus sonhos caíram no mar. Adormeci. E quando acordei, eles já não estavam mais ali. Eu sei que não vão mais voltar. Mas sei que a maré sempre traz algo também. O que o mar me trará amanhã?

...Não sei, mas vou aproveitar o que for bom!

* Sim, o Wilson do Naufrágo!

24 comentários:

Carla Sampaio disse...

A maré leva, mas trás de volta, nenhum amor é imaginário. É amor e ponto...

Luiza disse...

Espero que o mar não leve nunca meu amor imaginário. No caso dele, as nuvens já o fizeram, mas sei que ele me espera lá em cima. Renato Russo, case-se comigo!
Ou, pelo menos, deixe-me acreditar que isso seja possível

Priscila Rôde disse...

Um novo dia, flor. Um bem lindo se assim o fizer.

Erica Ferro disse...

Perder sempre dói, mesmo que se perca o que nem sequer existia...

E juro que não pude deixar de pensar no 'ai, Wilson, vaaaai...♫'.
Minha mente é fertilmente podre, hahahaha...

:*

Grafite disse...

um dia perde-se outro ganha!

beiijo

Mariana Andrade. disse...

"ah, se eu fosse marinheiro, era eu quem tinha partido".

não estou muito de amores hoje.
mas escreves lindamente.

Tatiana disse...

e como sempre o arrependimento bate na porta: ou de coisas ditas, não ditas, ou... de coisas "(mal)ditas" belo texto

Mikaele Tavares disse...

É melhor sorrir pq aconteceu do que chorar pq acabou!

Beijos

Allyne Araújo disse...

a maré nem sempre é boa, mas sempre tras coisas do mar... faça com que elas sejam sempre as melhores! beijao!!!!!!!

Nara disse...

A gente imagina muito mesmo, mas assim como algo vai embora rápido, ela pode voltar mais rápido ainda!

Beijo,
Nara

Robson disse...

Lendo seu texto lembrei que já tem tempo que desisti de me preocupar com esse tal de amor...cansei de passar pela tangente da vontade, do querer...agora estou estóico, acho que assim fica menos complicado! como disse uma vez, vou errar sempre só que agora de próposito! vai ver que é isso que tá faltando...

Gostei do blog!

Brilho da Lua disse...

Torço pra que maré te tragar um novo amor...seja imaginário, platonico ou real e possível...o que vale é amar.

Beijokas

Naty Araújo disse...

Pior do que nunca possuir, é ter e perder...

isso sim é dolorido.
Espero que a maré não leve o meu.

Beijos, linda.

Gisa disse...

Coitado do Wilson, não sabe o que perdeu. :p

Mario Gioto disse...

ahh linda.. meus pais e uma de minhas 3 irmas moram na bolivia..
a outra esta nos estados unidos e a outra em dubai...

^^
um encanto receber sua visita...
sorria sempre

Anthony Dostoiévski disse...

É sempre ruim se perder um grande amor, platônico, imaginário ou real...
Mas a vida é assim né? Quando a gente menos espera o vê boiando para bem longe e não importa o quanto gritemos, não voltará tão cedo...

Bjim e ótimo texto

Angel disse...

rs... Pois de cara pensei no Wilson do Naufrago!

Impressionante como um segundo na vida da gente pode fazer toda a diferença. Deixamos de olhar, de corresponder, de dizer uma palavrinha que seja, qualquer coisa... E perdemos o que poderia ser único. Mas como você bem disse, a maré sempre nos trás alguma coisa, se perdemos hoje, nos resta esperar pelo que virá amanhã.

Abraço!

sarah disse...

perdeu o amor,
pra mim o verdadeiro amor permanece na gente até a morte !


beijos querida.

Em@ disse...

Erica,por favor, passa pelo Em@ que há lá uma coisa para ti...
beijo

marinaCavalcante disse...

Ah, chorei com esse filme...
tão triste ver a despedida!

Ainda que chorasse por uma bola,
era essa a realidade dele... sua
única companhia.
Enfim,

Não cochile NUNCA para um amor.

=]

Grande abraço e saudade de estar
sempre por aqui!

Carla Sampaio disse...

Ahhh...meu blog mudou de endereço, de perspectiva, tudo isso porque a tristeza se mudou de mim...

É tão bom amar!

Um dia lindo vai ser um amor pra vc tbm....te preocupa não...

' Geane Melo disse...

Ao menos o mar é justa,leva algumas coisas,no entanto sempre chegará algo novo,as mudanças no começo podem parecer ruins,mas com o tempo é q entendemos o quão boas elas podem se tornar.Ainda bem q existe a maré para trazer algo,pois assim esperamos com esperança (rsrs,rimou,rs)no cais...

Beijos!!!

Ágatha Alves disse...

a maré leva, as vezes tras de volta coisas boas ou coisas ruins, mais quando se perde algo, doi muito, eu ja perdi muitas coisas q nem se quer eu tinha, doeu o memso que estivesse tido um dia, é a mesma dor quando se crer em algo q quer.

beijos

Luna Sanchez disse...

Maré alta...ai, ai.

Beijo, lindeza.

ℓυηα