sexta-feira, 21 de maio de 2010

Complicada e Perfeitinha

Como saber se o amor é de verdade?
Se os sinos não dobram?
Os cupidos não falam?
E as flechas não deixam marcas?

Como saber se vai durar para sempre?
Se bularam o Ministério da Saúde,
E os amores vieram todos sem data de validade.

Conclusão: Amor só para os não certinhos!

;)

(Tenho chance, tenho chance...)

19 comentários:

Kenia Cris disse...

Graças a Deus!! Minha esperança estava quase morrendo antes de vir ler você! RSsrsrsrs Beijoca!

Carla Sampaio disse...

"Só para loucos, isso é só para loucos, caretas não..."

Sempre é um bom dia quando venho te ler ao acordar!

Validade pra quê?

Cris Souza disse...

òtimo texto. E como saber? eu acho que ninguém sabe, apenas senti!

Luna Sanchez disse...

Arrisquemos, então, que assim é mais gostoso! =)

Beijos, bom fds, flor!

ℓυηα

Erica Ferro disse...

O tempo dirá se é verdadeiro. Quer dizer, eu acho que diz. Hehehe...
Beijo.

Em@ disse...

enquanto durar é para sempre...
mas seu dia chegará, tenho a certeza! :)
psst olhe aí prò seu lado esquerdo....viu?
beijo e bom fim-de-semana.

Anthony Dostoiévski disse...

Amor é distinto de remédio e doenças,. No caso dele, só se sabe usando...
Ainda bem que ninguém é certinho nesse mundo...

bjim e bom texto

Priscila Rôde disse...

Graças a Deus!
Ufa!

Ná Lima disse...

O amor é mesmo uma coisa sem noção. Não sabemos como saber se é real, quando aparece, de onde vem...
Gostei daqui, irei aparecer mais vezes :)

ErikaH Azzevedo disse...

Só se sabe do amor amando...de tudo só sei de uma coisa...é feito de entregas.

Amor é feito tb do sujo, do impreciso, de duvidas e desequilibrio...E quem disse que amor é só perfeição, é pq nunca amou.

Bjos Xará

Erikah

Angel disse...

Não saber é o que dá graça... Fazer o quê se gostamos de "viver perigosamente"?!

rs

Abraço!

Ágatha Alves disse...

tbm espero ter chance pq minha nossa senhoura
eu ando numa maré de azar
axoq preciso repensar algumas coisas e passar a viver de outra maneira
bjos

Renato Hemesath disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Renato Hemesath disse...

Oi Érica,
Agora sou eu quem sempre me lembro de Lacan quando te leio...

"Como saber se o amor é de verdade... se o significante não tem significado algum e a linguagem é simbólica... se o enunciado trás uma enunciação que o sujeito não apreende?"

Digníssimo estes versos!

Beijos, ótima semana prá ti!

Me disse...

Sobre o amor?
Complicado e perfeito!
bjokas!!!

Naty Araújo disse...

Difícil, difícil...
Ainda bem que li esse texto hj, tava com algumas coisinhas em mente, não mto agradáveis.

Não dá pra saber, de fato... então vamos arriscar.
Bjos

Mario Gioto disse...

boa semana pra ti!! ^^

O Profeta disse...

Hoje perdi-me na cidade do pensamento
A vida correu-me na frente em corro-pio
Hoje um pássaro descobriu o voar
Hoje senti na emoção a força de um rio

Segui para nascente fugindo à noite
Inventei um cavalo branco voador
Despi-me da obrigação de ser outro
Afastei da viagem a sombra do desamor


Doce beijo

Patricia Vittorazzi disse...

Simplesmente maravilhoso!!! Adoro ler seu blog, irma querida. PARABENS! Sou sua fa NUMERO 1!
Beijos, Tata