sexta-feira, 23 de abril de 2010

Sussurros

(Para você que sofre por amar demais; por ter amor de menos; ou por qualquer outra dor)

Ele não dormiu naquela noite. Estava triste. Ficou vendo a lua se afastar. Deveria ter colocado meias, pensou. Mas, não; não era burguês. E os seus pés covardes foram se encolhendo. Encolhendo-se. Só não ficaram menores que o seu coração, que estava de um tamanho de um grão. Sem paz. Carregando a MAIOR dor do mundo.

E de longe eu sussurrava: -vai passar, vai passar...

(eu prometo!)

18 comentários:

Solange Maia disse...

Erica,

sentir a dor nunca é covardia... seria covardia se ele saísse cantarolando por aí...

e sim, vai passar...

suas palavras me comovem sempre...
linda !

beijo

ErikaH Azzevedo disse...

E qual é a real medida do amar...amar demais, amar de menos? Já ouvi dizer que a melhor medida de amor é o amar sem medidas, mas penso diferente...o tamanho certo do amor é amar na medida das reciprocidades. Só assim conseguimos o equilibrio e evitamos a dor, e é tão dificil né.

Um beijo Xará

Erikah

Anthony Dostoiévski disse...

Tudo na vida passa. Mesmo que pareça eterna a dor que sentimos...

Bjim e bom texto

Gabriela Andrade disse...

Que doçura, gostei do teu blog!
Vai passar, com certeza. Só que NAQUELE momento, o da dor extrema, o nada é tudo - e a esperança, o impossível. Felizmente existe o tempo, e o que com ele aprendemos.
Bjos!

Angel disse...

"Só não ficaram menores que o seu coração, que estava de um tamanho de um grão. Sem paz. Carregando a MAIOR dor do mundo."

Faz tanto sentido...

Sorte a nossa que passa, mais dia menos dia, passa...

Que post lindo...

Abraços, amiga Erica!

David Sento-Sé disse...

Eram luas fugidias,
Levadas em noites vazias,
No peito só, a covardia.
Pois na teia feita ao chão
O grão, não nasceria.
Pois sabia, não havia
Quem por fé o plantaria.

Covardes pés de pé
Se encolhem na burguesia,
Última lágrima de fé
Que se escorre em fantasia.
A paz não haveria
Pois maior não poderia
Ser a dor que ele sentia.

Eram luas ao chão,
A tristeza era um grão,
Que sussurrava a perguntar
Duas meias a calçar?
Vai passar?
Vai passar?

Não.

Gisa disse...

... entendo, mas as vezes demorar um pouco passar.

Késia Maximiano disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Késia Maximiano disse...

A dor faz parte do processo de aprendizado...

Q ela seja suportável, ainda que pouco amena..
...

Um beijo

Gisa disse...

Você foi vitima do Edu hihihihi e eu nem estava aqui pra acertar hein !! :)

' Geane Melo disse...

"E de longe eu sussurrava: -vai passar, vai passar..."

Existem momentos em que um ombro pra chorar e apenas esta simples frase,faz com que a dor passe sorrateiramente.
Não sei explicar,mas suas palavras sempre confortam,rsrs,traz uma determinada paz.

Obrigada pelo carinho
Beijos!!!

Mulher na Polícia disse...

"A dor é inevitável
O sofrimento é opcional" (Drummont)

Mas confesso que às vezes não consigo muito separar a diferença entre eles.

Beijos!

Georgia disse...

Ai Érica, nao me fale em dor, estou aqui feliz da vida com o sol que sai depois de 5 meses de frio, rs.

O blog funciona assim: Toda quinta feira alguém é vitima, isto é recebe uma caricatura feito por esse artista plástico. Mas antes ele coloca o perfil da pessoa num outro blog que ele tem chamado Varal de Idéias.
Aqui o link:

http://cimitan.blogspot.com/

Esta parte do blog dele se chama Foto do perfil, ali ele coloca sua foto e o link do seu blog.

Quando chega na quinta e damos de cara com a caricatura tentamos achar no Varal a imagem que mais se parece, rs.

O fato das bochechas é que ele te imagina se vc tivesse mais idade, é o disfarce das caricaturas, elas nao podem ser iguais a foto, é isso.

Venha quinta feira brincar conosco...é muito legal. Mas lembre-se para achar a pessoa vitimada vc tem que entrar no Varal de Idéias e ver todas as pessoa que estao na parte Foto do perfil...

Bom fim de semana

Luiza disse...

"Não me olhe assim (...) como se toda essa dor fosse diferente, ou inexistente"
Tomara que passe mesmo...

Allyne Araújo disse...

sempre passa, sempre passa, mas sempre fica alguma coisa... beijao!!!!!!!

Nara disse...

Vai passar, né? Sempre passa, né? Diz que sim.

Beijo,
Nara

Mariana Amorim disse...

Sempre passa não é??

Luna Sanchez disse...

Como as pessoas conseguem dormir de meia, me explica? ¬¬

=*

ℓυηα