domingo, 25 de abril de 2010

Minha busca

Eu disse tanto 'adeus' que o significante perdeu o significado. O que eu queria dizer? Se sempre voltava. Se sempre me fazia presente. Fazia-me de presente. Sem pudor ou rubor. Enlaçava-me e desembaraçava os sentimentos: Sabia que não era amor. Sempre soube aliás. Mas algo mudou. Não deveria ter lido aquele poema. Mas li, reli. Quase o decorei. '...que busca amor com mais que mordidas' ele dizia. E esta frase ecoou em minha alma. Fez me olhar no espelho e perguntar: Se estou feliz?

24 comentários:

' Geane Melo disse...

A pior sensação é a indecisão,nossa,quando vc n tem certeza exatamente do q sente ou se fará a coisa certa para o seu bem-estar,mas eh sempre importante questionar-se sobre a própria felicidade...
Eu sou bastante indecisa,rsrs,mas estou aprendendo a ter pulso firme =]
No entanto o amor sempre me faz de boba =S,rsrsrs

Beijos!!!

Tatiane Trajano disse...

Ás vezes eu fico pensando pq digo adeus, e nunca vou.
=S

Nara disse...

É bom quando a gente se olha e questiona.
Sinal de que estamos inquietas e que a realidade está próxima.

Beijo,
Nara

Buba. disse...

Ter dúvidas as vezes é bom, nos faz refletir sobre a nossa vida, sobre o mundo. Sobre a gente.

Me disse...

há poemas assim que nos mexe além da compreensão, então esta busca se faz essencial!...
Bjos Érica!

Priscila Rôde disse...

E o espelho? O que ele disse?
Olha que o silêncio pode ser um sim!
As vezes diz - se adeus esperando que o outro entenda: Fica mais um pouco aqui e não me deixa nunca sair de ti?

Solange Maia disse...

por que será que as vezes uma frase, uma única frase, ecoa como se fosse a única verdade de toda uma história ?...

mas...
fico com uma frase de Nelson Rodrigues :

"Ou a mulher é fria ou morde.
Sem dentada não há amor possível."

sei que você entende....

beijo Erica !!!!

Renato Hemesath disse...

Oi Érica, ah tuas palavras são sempre tão queridas.

Achei bastante interessante sobre o que você escreveu quanto aos significantes aos quais nos prendemos, tanto que fica bastante evidente pensar na determinação constante deste significante na vida do sujeito... a sua própria dinâmica do desejo adiquire uma nova forma.
Os trabalhos do Polanski são encantadores! principalmente os mais antigos. Veja-os quando puder!

Ah e esse teu post que ao ler nos identificamos?
Fico a pensar, será que este questionamento é bom? na realidade eu acho que questionar nossa própria felicidade nos trás uma certa orientações e nos leva a rever o valor que atribuímos à coisas e pessoas.

Linda semana, viu
Beijos

Ágatha Alves disse...

tem momentos que faço a mesma pergunta,
mas sempre em situações diferentes...
tenho medo das respostas, pois abri mão de 2 coisas que eram fundamentais na minha vida, mas foram escolhas q tive q fazer.
MAs n quero epnsar nisso, melhor seguir enfrente, eu axo
Beijos

disse...

Verdade seja dita. Adeus tem gosto de coisa definitiva, de fim propriamente dito. Mas, de uns tempos pra cá, adeus é nada.

Queria entender pq a gnt fica, mesmo querendo ir. coisa chata..

e nem era amor, no fim das contas.

Anthony Dostoiévski disse...

Sempre estaremos buscando a felicidade em cantos, poemas, fraser e/ou pessoas. Mas esquecendo que ela está, simplesmente, em nós.

Bjim e ótimo texto

Poderosa says disse...

Estar feliz é tão simples, o problema é ser. Mas o amor sempre nos transforma em ecos...Obrigada pela presença, todo ponto de apoio é útil para mover meu mundo...

Tahiana Andrade disse...

A gente só sabia o que deve evitar depois de já ter feito, rs. Mas ler um poema de amor, de quem quer que seja, nunca deve ser evitado.


Beijos

Brilho da Lua disse...

Danados são estes poemas e amores, amor, e amar...adorei vê-la de volta por lá...
beijokas

Luna Sanchez disse...

Lembrei do Emílio :

♪ "A gente já se deixou tantas vezes
Que o nosso adeus já perdeu a moral
Que amor é esse que faz tanto bem
E que faz tanto mal?" ♫

=)

Lindo, Erica, lindo!

ℓυηα

A.S. disse...

Erica...

Que respondeu o espelho?


Beijos
AL

Mikaele Tavares disse...

Pois é.
Estar bem não é estar feliz.
Mas, cada um faz a procura da sua felicidade de uma maneira.

Beijos

Em@ disse...

impornte é a resposta que deu à sua pergunta...
...
tem um selo à sua espera.
beijo

Naty Araújo disse...

Eu me pergunto isso todos os dias, sabia?
Procuro formas e argumentos pra tentar me iludir... mas a resposta está ali, estampada no espelho.

Beijos

Graziely Marchese disse...

Fazia sempre a mesma coisa. Lia um lindo texto, chorava, sentia intensamente cada pelavra, cada ponto, cada reticência.
Jurei milhões de vezes que excluia, rasgava, queimava aquelas palavras.
De nada adiantou, exclui, mais de tanto ler as palavras ficaram aqui comigo. De um modo que não dá pra se livrar.
Quando agente diz adeus tantas vezes assim, acho que agente nem quer ir embora de verdade. É enganar a si mesmo pra ver se dá pé.
Beijoooo flôr

Angel disse...

Pois quando há a percepção de que tudo é perdoado, tudo soa ser permitido, principalmente quando perdeu-se o respeito. Ninguém merece isso... Mas a carência e a falta de amor próprio por vezes ofuscam a visão.

Sorte que, um dia, algo clareia...

Abraços, minha amiga!

Gisa disse...

Adorei a frase que a So deixou...

"Ou a mulher é fria ou morde.
Sem dentada não há amor possível."

Vocês duas fizeram um gooll ! :p

bjsss amoreko

ErikaH Azzevedo disse...

A felicidade flor é que é a nossa eterna busca.
Inventamos uma felicidade eterea né e esquecemos que ela só é feita de momentos. Felicidade é feita de instantes, fulgases instantes e o que podemos pedir é que sejam eles muitos.

Um beijo Xará.

Erikah

Erica Ferro disse...

Por isso eu digo 'tchau, amanhã eu volto a acreditar nisso'.