sábado, 15 de janeiro de 2011

Um tempo que refaz o que desfez

Estou ouvindo Chico. E de repente, eu te perdoo. E quero viver ao seu lado. Ainda e para sempre. Agora sou eu que lhe peço desculpas. Pelo quê? Nem sei. Talvez por não podermos viver em uma canção. Em um filme ou em um poema. Somos tão humanos. Carregamos todas estas nossa falhas, angústias e sorrisos. Todo o sentimento. E o quê poderá nos salvar?


... Se não for o amor?

(Pretendo descobrir/No último momento/Um tempo que refaz o que desfez/Que recolhe todo sentimento/E bota no corpo uma outra vez)

20 comentários:

Erica Ferro disse...

Se o amor não puder salvar, nada mais pode.

=**

●๋• тнαi иαรciмєитσ disse...

O amor nos salva de nós e da realidade por vezes cruel.

Na verdade, é melhor uma vida real cheio dele que uma bela fantasia solitária, né não?

Solange disse...

mais um pouco de chico :

não se afobe não,
que nada é prá já...
o amor não tem pressa,
ele pode esperar....

lindas as tuas palavras, lindas...

beijoca carinhosa

Fred Caju disse...

Não estou surpreso com o dedo de Chico está presente... Abraços!

AC disse...

Muito bem, Erica, a construção do amor não é coisa de alguns momentos, é de todos os dias...

Beijo :)

Gisa disse...

SÓ o amor mesmo nega... só o amor!

bj

Gabriela Petrucci disse...

É, o amor, esse bichinho que pega a gente...

Priscila Rôde disse...

Só o amor... só ele!

Rafael disse...

Viva o Chico! haha
Abraço

olhar disse...

o amor sempre vence...não podemos desistir dele nunca.

beijos!

Bia

marinaCavalcante disse...

Poxa, Erica... tão bonito, tão simples e tão profundo!

Você, hoje, se supera.

Espero o seu comentário em meu blog.
Espero conseguir escrever cada vez melhor, like you.

Um beijo grande

* O amor há de salvar. Há de salvar tudo o que há. (MarinaC.)

Ana disse...

Chico, Chico, nós também nos encontramos tão humanos nas palavras dessa moça, que o sentimento sobe a garganta e volta ao coração no palpitar do segundo.

Angel disse...

O que poderá salvar? Talvez... Apego? Carinho? Coisas que perdem, por um pouquinho, para o amor... Perdem. Mas, enquanto não sabe o que é, nem se faz necessário saber, a gente vive... :)

Tão bom vir aqui...

Abraço, flor!

Andressa disse...

Chico logo na entrada, uau.

Franck disse...

Encantado, com o seu palavreado...
Bj*

Felicidade Clandestina. disse...

Eu achei tão bonito, o desenrolar das coisas que disseste

nada além do amor pra nos salvar . No fim a gente percebe.

(L) beijos flor :*

Anthony Dostoiévski disse...

Chico...
eu fico falando pra minha mulher que onde ela estiver, se ecutar chico vai lembrar de mim...
Adoro, minha infância foi feita em chico...
e sem contar que quando se ama, errar é humano, perdoar é amor...

braço e bom texto

Por que você faz poema? disse...

Algo, alguém, qualquer coisa... sempre poderá nos salvar. São os restos do navio que levam o naufrago a praia.

Ana Andreolli disse...

eu vivo dizendo " Chico não faz isso comigo" ele me mata sabia? ele me mata...

sarah disse...

eu também o perdoo, só não sei se ele quer aceitar o meu perdão, já que não estou certa de que o amor está presente nessa relação. :/