sexta-feira, 28 de junho de 2013

30 de Junho

Não acabou quando você me disse adeus. Ficaram tantas frases no peito e objetos na gaveta. Perdidos e embaralhados. Lembranças, sonhos e decepções. Estou me desfazendo de tudo agora: fotos, cartas e presentes. Estou abrindo mão de sua presença, ainda que  inventada. Estou partida. Estou partindo. Chegou a hora de  me reencontrar. Cansei de ficar na estação. Você não volta, portanto, me despeço com um beijo.

2 comentários:

Mikaele Tavares disse...

Um beijo significa tanta coisa, não é?
Mas, um novo começo faz bem.. Amei as palavras

Antonio Batalha disse...

Estou alegre por encontrar blogs como o seu, ao ler algumas coisas,
reparei que tem aqui um bom blog, feito com carinho,
Posso dizer que gostei do que li e desde já quero dar-lhe os parabéns,
decerto que virei aqui mais vezes.
Sou António Batalha.
Que lhe deseja muitas felicidade e saúde em toda a sua casa.
PS.Se desejar visite O Peregrino E Servo, e se o desejar
siga, mas só se gostar, eu vou retribuir seguindo também o seu.