quarta-feira, 25 de maio de 2011

Ainda dá tempo

Para quê ficarmos assim: um sem falar com o outro. Se a nossa vontade é de ficar mais próximos e fazer cosquinhas. Contar estrelas e sonhos. Adivinhar desejos. Mas, em vez disto, o nosso orgulho continua maltratando o amor. Quem de nós vai pedir desculpas? Qual de nós dará o primeiro passo?

... antes que seja tarde mais.

12 comentários:

Ana Andreolli disse...

acho que nós mulheres temos um jeito bem mais sutil de resolver as coisas. mesmo quando fazemos eles nos procurarem!

Paulinha disse...

É... Para driblar o orgulho e dar o primeiro passo tem que ter um tanto de coragem.
(é sempre bom vir aqui)
bj

Anthony Dostoiévski disse...

Como disse aquele filme com Jack Nicholson, "Alguém tem que ceder".
E como falou alguém ai que eu não me lembro..."amor é um jogo de um ceder pro outro..."

Carol Santos disse...

Eu sempre dou o 1º passo... eu tenho medo de maltratar o amor e deixa-lo escapar entre meus dedos...
Perfeito...
Ameiiiii o texto... me diz de onde vc me conhece? como consegue me expressar nessas linhas? rsrs

Beijos Erica!

Gabriela Petrucci disse...

Tenho até medo disso... Do jeito que eu sou orgulhosa...

Ná Lima disse...

Tão clichê esse tipo de atitude, mas também tão inevitável. Geralmente o primeiro é o menos orgulhoso, no meu caso não seria eu :)

Gu Paiva disse...

Saudade do seu cantinho, moça.

Em@ disse...

Érica,
o problema está em começar a amuar...sinal de aviso de algo não está bem.mas isso sabe você muito bem.
como sempre gostei.
beijo, querida.

cecilia disse...

Quantas chances perdemos só por ter passado da hora, o ser humano é um bobo e o orgulho jamais pode ser maior do que a vontade (:

É sempre bom vim aqui!
Beijo Érica.

Corina de Oliveira disse...

Sim, estou viva :D eheheheh... Estou de volta! LoL

Ela disse...

"coração na mão como um refrão de bolero
eu fui sincero como não se pode ser..."

Quem sabe. né?

Heliane Linda disse...

as vezes nem é orgulho, é falat de coragem mesmo... complica muito quando nao se sabe o q o outro pensa..
quando viu, já foi.. tarde demais
beijos;**